Assine Agora! (é grátis)
Receba novos artigos, descontos, promoções, conteúdo exclusivo e muito mais sobre PILATES!

Pilates em casa

Publicado em Técnica
Compartilhar no Facebook

O Método Pilates é uma técnica de exercícios muito minuciosa em que só se obtém sucesso se praticada com bastante cautela e precisão. Só se considera que um indivíduo é bem-sucedido na prática de Pilates, quando além de conseguir realizar corretamente os exercícios, também é capaz de cumprir os princípios dessa prática. E por ser tanta informação, tantos pontos a corrigir, torna-se bastante desafiador fazer Pilates sozinho em casa.

Para se ter uma verdadeira noção do nível de exigência do Pilates, tomemos em conta os seus princípios. São eles: respiração, concentração, centralização, precisão, controle e fluidez.

mulher-pilates-casa-bola

  • A respiração deve obrigatoriamente estar em sintonia e coordenada com os movimentos. A expiração deve ser realizada no momento da força concêntrica (momento de maior força) e a inspiração, normalmente nos movimentos descendentes. Esta coordenação da inspiração e expiração permite que haja uma ativação profunda da musculatura abdominal, o que é fundamental para a segurança dos exercícios.
  • A centralização resume-se à ativação do centro de força do corpo (powerhouse) antes mesmo do início do exercício. Isso evita a sobrecarga lombar e garante o treino da força do core.
  • A concentração trata-se da conexão entre corpo e mente. Quanto mais concentrado o aluno está, melhor será a eficiência nos movimentos.
  • O controle visa à existência da harmonia do movimento e o sucesso do mesmo nos ângulos solicitados.
  • A precisão corresponde à combinação precisa da ativação dos músculos realmente importantes em cada movimento, ou seja, sem dispêndio supérfluo de energia a partir de ativações musculares inadequadas.
  • Por fim, na fluidez a suavidade e leveza dos movimentos permite o dispêndio energético correto em cada ativação muscular, resultando em movimentos equilibrados e funcionais, sem interrupções bruscas. É como se fosse um movimento dançado e suave.

Agora, imagine cumprir tantos princípios, que muitas vezes só podem ser corrigidos por uma segunda pessoa que esteja a observar, fazendo Pilates sozinho em casa.

mulher-pilates-casa.jpg

Por isso, de nada adianta fazer os exercícios sem o alinhamento correto, pois ainda corre o risco de ficar com dores e não tirar proveito do que o método pode proporcionar. Idealmente o Pilates deve ser praticado com acompanhamento de um professor qualificado que esteja apto a fazer as correções necessárias ao aluno. Por mais experiente que o indivíduo seja na pratica de Pilates, muito dificilmente conseguirá corrigir-se em todos os movimentos. Alguns deles possuem um nível de exigência elevado e é preciso uma observação cuidada por parte de uma segunda pessoa.

No entanto, aqueles alunos mais experientes podem aplicar alguns exercícios simples de Pilates em casa.

Aqueles movimentos que exijam grande força do core ou grande amplitude de movimentos normalmente devem ter acompanhamento, pois o alinhamento precisa ser constantemente corrigido. Já os pequenos exercícios relacionados com o cumprimento dos princípios de Pilates podem ser feitos sem acompanhamento.

mulher-pilates-exercicio.jpg

Temos como exemplo:

  • A ativação do soalho pélvico estando sentado numa cadeira ou numa bola grande
  • Torção suave do tronco no momento de toda expiração, de modo a trabalhar suavemente a mobilidade da coluna torácica
  • Fazer o nível mais básico do exercício hundred (o cem) apenas com uma perna e manter a powerhouse ativada e coordenada com a respiração

Recomendações

  • Procurar um espaço longe de obstáculos, como móveis ou objetos que possam causar acidentes ou impedir a realização do movimento na sua correta amplitude
  • Procurar um lugar confortável da casa, de preferência silencioso para que o aluno possa se concentrar
  • Fazer uso de roupas confortáveis que permitam a livre movimentação do corpo

Importância do instrutor

A intervenção do instrutor é fundamental na aula de Pilates. Um bom profissional segue e adapta o protocolo original, explica com clareza e corrige de forma eficiente e rápida. Ajuda principalmente a coordenar os princípios do Pilates e impede que a segurança do aluno seja colocada em risco. Dá dicas de como aplicar os princípios desse método na vida cotidiana do aluno, como se deve manter uma boa postura e esclarece o aluno em todas as suas dúvidas.

Recorde-se que caso haja alguma patologia, seja de coluna ou de saúde, o aconselhado é sempre fazer exercício com o acompanhamento de um profissional do exercício físico.

Novidades por Email Grátis!

Artigos, dicas exclusivas, cursos e promoções por email!